a a

COMO “OVOS E BACON” SE TORNARAM O CAFÉ DA MANHÃ AMERICANO

Para nos ajudar na tarefa de explicar como “ovos e bacon” se tornaram o café da manhã americano, consultamos uma reportagem bem legal do site American Table. Segundo o artigo, acredite ou não, a combinação de ovos e bacon no café da manhã americano tem menos de um século de idade. Antes disso, a maioria dos americanos saboreava cafés da manhã mais modestos, a maior parte das vezes sem carne, mas que podiam incluir frutas, um mingau de cereais (aveia, trigo ou milho) e, geralmente, uma xícara de café. “Mas, como isso mudou?”, você deve estar se perguntando. É aí que entra a importância da propaganda! E é com o Sr. Edward Bernays, especializado em relações públicas e publicidade, que teremos a resposta.

Como "ovos e bacon" se tornaram o café da manhã americano
Café da manhã americano completo

Bernays era austríaco e sobrinho do famoso médico Sigmund Freud, o pai da psicanálise. E, coincidentemente, ele utilizava a psicologia para convencer as pessoas a comprar um produto ou uma ideia. Ele foi contratado pela Aluminum Company of America para que a Associação Odontológica Americana convencesse as pessoas que colocar flúor na água era seguro e saudável para o público. Foi também o Sr. Bernays que fez uma campanha para a famosa empresa de copos descartáveis Dixie, falando que usar vidros para beber água era insalubre e seria melhor usar copos descartáveis. Esses são apenas alguns exemplos de campanhas feitas por ele, que se envolveu inclusive com propagandas políticas.

Como "ovos e bacon" se tornaram o café da manhã americano
Ovos, bacon e batatas

Na década de 1920, Bernays foi abordado pela empresa Beech-Nut,  produtora de um pouco de tudo: desde produtos de carne suína a chicletes. A Beech-Nut queria aumentar a demanda dos consumidores por bacon. Bernays, então, procurou um médico interno de sua agência e perguntou se um café da manhã mais “pesado” poderia ser mais benéfico para o público americano. O médico confirmou que sim e escreveu a 5 mil de seus amigos médicos pedindo-lhes para confirmar a história. Este “estudo” de médicos que incentivam o público americano para comer um café da manhã mais pesado – ou seja, ‘bacon e ovos’ – foi publicado nos principais jornais e revistas da época com grande sucesso. Os lucros da Beech-Nut subiram acentuadamente, graças a Bernays e sua equipe de profissionais médicos. E foi assim que foi criado o “tradicional” café da manhã americano, dá para acreditar?

Fonte: viajonarios